O Sapateiro e os Elfos

Assista esta histórinha no YouTube

Assista esta histórinha no nosso aplicativo para dispositivos móveis

Contos de Fadas com a GiGi

Aplicativo que conta historinhas para crianças

  • Mais de 50 contos de fadas e fábulas
  • Conheça a GiGi – a simpática papagaia contadora de histórias
  • Lindas ilustrações e narração profissional
  • Descubra cada "Moral da História" e aprenda importantes lições de vida
  • Jogos divertidos para você brincar com seus personagens preferidos
  • Tenha certeza de que seus filhos não estarão expostos a nenhum conteúdo inapropriado
  • Um ótima ajuda para quem está aprendendo a ler

Leia esta histórinha

Era uma vez um pobre e honesto sapateiro que tinha trabalhado muito duro por toda a sua vida, mas nunca deixou de ser pobre. Não importava o quanto ele tentava, ele não conseguia guardar dinheiro, que só dava para comprar um pedaço de couro - o suficiente apenas para fazer um par de sapatos.
Todas as noites ele cortava o couro e se preparava para o dia seguinte. Assim ele poderia começar a trabalhar bem cedinho pela manhã. Ele era pobre e honesto, então ele dormia tranquilo e com a consciência limpa de que ele tinha feito o seu melhor. E essa noite não foi diferente, então ele dormiu rapidamente.
Quando o sapateiro acordou pela manhã, sentou-se em sua cadeira de trabalho e procurou pelo couro, mas ele havia sumido. No lugar do couro, ele viu um par de sapatos, já feitos. Ele não entendeu como isso pôde acontecer. Isso foi a coisa mais estranha que havia acontecido na sua vida. Ele observou como os sapatos foram feitos para ver se encontrava alguma falha, mas não importava o quanto ele olhava para os detalhes, ele não conseguiu ver nenhum defeito nos sapatos. O trabalho estava perfeito. “Uma obra de arte!” disse ele. O sapateiro suspirou, porque esses sapatos eram muito melhores do que os que ele próprio fazia.
Então não havia nada que ele pudesse fazer a não ser vender esses sapatos. Logo um cliente entrou na loja, e os sapatos encaixaram nos pés dele perfeitamente. Então o cliente, feliz, pagou o dobro do que costumava pagar. Com o dinheiro que recebeu, o sapateiro comprou o dobro de couro do que ele costumava comprar. Isso significava que ele poderia fazer dois pares de sapatos na manhã seguinte. E como sempre, ele cortou o couro e depois foi dormir.
Na manhã seguinte ele acordou, foi trabalhar e logo saiu procurando quem tinha sido a pessoa que deixou novamente sapatos prontos para ele. Dessa vez foram dois pares. Ele novamente ficou maravilhado com a perfeição do trabalho, e aguardou seus clientes chegarem.
Logo vieram dois homens e compraram os sapatos. Eles gostaram tanto, que pagaram uma grande quantia em dinheiro para o sapateiro. Com isso, ele comprou couro o suficiente para fazer quatro pares de sapatos. E como todas as noites, ele cortou o couro. Assim ele poderia fazer os sapatos pela manhã.
Quando ele acordou na manhã seguinte, viu oito pares de sapatos perfeitos e brilhantes. Estavam na sua estação de trabalho. E isso continuou por um longo tempo - tão longo que o sapateiro e sua esposa ficaram não só bem de vida, mas incrivelmente ricos. Eles não tinham problemas de qualquer tipo e possuíam dinheiro o suficiente para viver uma vida de luxo.
Um dia antes do Natal, o sapateiro e sua esposa estavam sentados em frente à chaminé tomando o café da manhã. E ele disse “Eu quero muito entender de uma vez por todas quem é que todos os dias faz os sapatos por mim. A sapataria estará fechada amanhã, então eu poderei ficar acordado durante toda a noite.” A sua esposa concordou, e à noite eles planejaram deixar uma vela acesa na estação de trabalho, daí eles conseguiriam enxergar melhor.
À meia noite, o sapateiro estava escondido atrás das cortinas, esperando. Quando dois elfos nus entraram no quarto. Eles eram tão animados e felizes que pareciam os elfos do Papai Noel. Eles sentaram na cadeira de trabalho do sapateiro e começaram a medir, colar e costurar tão rápido que nem dava para ver suas mãos trabalhando. E eles não param por nenhum segundo, até que os sapatos estivessem prontos. Terminaram bem antes do amanhecer e depois, desapareceram no ar.
No dia seguinte enquanto tomava café da manhã, a esposa do sapateiro perguntou, “Nós temos que ser gratos aos anões. Eles nos fizeram ricos, e desde o momento que eles vieram, não tivemos nenhum tipo de problema. Que tal se nós dessemos um presente para eles?” “Concordo, boa ideia. Mas o que devemos dar?” perguntou o sapateiro. “Eles estavam totalmente sem roupas, e é muito ruim ficar nu nesse inverno tão frio,” disse ela. “Você está certa, é ruim e também não é nada decente!” complementou o sapateiro.
Então a esposa do sapateiro costurou uma camisa, um colete, calças e casaco para cada um dos elfos, e deixou as roupinhas na cadeira de trabalho para que eles pudessem ver. O sapateiro deixou um par de sapatos para cada um dos elfos, e depois se escondeu novamente.
Quando os elfos voltaram para trabalhar, não encontraram o couro. Ao invés disso, acharam as roupinhas e sapatinhos. Eles começaram a rir e pareciam muito felizes com os presentes.
Os elfos colocaram suas roupas e começaram a dançar e cantar. Nessa noite eles deixaram a casa sem trabalhar, e nunca mais voltaram. E mesmo assim, o sapateiro e sua mulher continuaram prósperos e viveram felizes para sempre.

Compartilhe com Amigos e conte-nos o que você achou


comments powered by Disqus